quarta-feira, 22 de abril de 2009

Back to the Future

Dormes enquanto espio cada pedaço teu. No escuro conheço-o de cor. A individualidade persegue-te em sonhos perdidos, o meu encontra-se no teu leito. A respiração suave contrasta com a de há alguns minutos, o compasso traçou um círculo que não quero quebrar, é nele que me quero manter...seguro... A certeza alcança o seu ponto mais alto, e o discernimento torna-se incapaz de me dominar.

Magia, no fundo sabias que queria, um mundo que se mostrava tão dificil de conquistar. A riqueza perdida no teu beijo, um mundo encoberto por sorrisos de desejo, a voz que embala e encanta. Teria de ser assim, era a última oportunidade, o vinho já não era o de antigamente, arranhava não adocicava a boca que já o não sentia.

Curiosidade, a latência que permanecia escondida aqui e ali, que não mentia sempre que te via...aqui e ali... Soubeste sempre como me sentia, os verdes anos haveriam de passar, o teu ventre chamava-me, mas não me iludia.

Sussuro inerte, num pensamento distante enganado pela dúvida que não existia. A esperança é o engano dos pobres que sucubem a ela, sem poder, sem capacidade para se livrar da sua amarga maldição. A imunidade conquista-se numa palavra vibrante apaixonada, foge quando te via, quando no fundo me mentia...

Quero acreditar...Sou teu...

3 comentários:

Nuno Medon disse...

Olá! bonitas palavras. O que o Amor faz.... em cada pessoa apaixonada, há um poeta! hug

Ruca! disse...

este texto tem um cheiro a traque.

Nuno disse...

olá Alter! bem disposto? andam aí uuns blogger´s que deviam ter idade para terem juízo. eles fazem bluying... mudei título do blog! os que fazem isso são http://chourisso.blogspot.com ... não comentes no espaço. A vítima de ontem apagou o post que tinha feito. Eles gozam com as pessoas! abraço e bom feriado prolongado.